PSOL cobra do governo federal informações sobre intervenção no Rio

PSOL cobra do governo federal informações sobre intervenção no Rio
Crédito da foto:Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

A bancada do PSOL na Câmara protocolou, na noite desta segunda (10/02), dois requerimentos de informações questionando o governo federal sobre o planejamento estratégico e os recursos orçamentários que serão utilizados nas ações durante a intervenção federal no Rio de Janeiro (RJ), aprovada nesta madrugada na Câmara, com o voto contrário dos deputados do partido. As perguntas são endereçadas aos ministros da Defesa, Raul Jungmann, e da Justiça, Torquato Jardim.

Os requerimentos buscam obter respostas diante da ausência de detalhamento e da decisão intempestiva do governo de Michel Temer de decretar intervenção federal no Rio de Janeiro. O PSOL cobra parecer técnico que justifique o decreto, planejamento estratégico das ações e estimativas de custos financeiros. A bancada também solicita informações sobre as 29 operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) ocorridas entre 2010 e 2017.

Assinam os requerimentos a deputada Luiza Erundina (SP) e os deputados Chico Alencar (RJ),  Edmilson Rodrigues (PA), Glauber Braga (RJ), Ivan Valente (SP) e Jean Wyllys (RJ).

Para o PSOL, a intervenção é uma cortina de fumaça, pois o Palácio do Planalto não obteve os votos suficientes para aprovar a reforma da Previdência e precisa justificar ao mercado. É também uma tentativa de desviar o foco das investigações sobre o esquema no Porto de Santos, que envolve o presidente Michel Temer.

Confira como foi a atuação do partido durante a sessão na Câmara, que votou o decreto da intervenção.

 

Sobre o autor

Equipe da Secretaria de Comunicação Nacional

Assuntos Relacionados