fbpx

Confira os melhores momentos de Guilherme Boulos no debate na Band

Confira os melhores momentos de Guilherme Boulos no debate na Band
Crédito da foto:Mídia Ninja

Na noite desta quinta-feira (09), a Band realizou o primeiro debate de TV com os candidatos à Presidência da República. Guilherme Boulos, representante do PSOL ao lado de Sonia Guajajara, esteve presente, apresentando as propostas que podem efetivamente mudar as condições de vida do país.

Temas como emprego, direitos trabalhistas, reforma tributária, combate aos privilégios, distribuição de renda, descriminalização do aborto, direitos das mulheres, foram alguns dos mais explorados por Boulos durante suas intervenções.

“Privilégio não combina com direitos e nós vamos ser o governo dos direitos”, destacou o candidato, ao reafirmar que os ricos precisam começar a pagar impostos e que as desonerações fiscais absurdas precisam acabar. “Vamos aumentar investimentos públicos e ampliar acesso a direitos”.

Ao ser perguntado sobre a descriminalização do aborto, proposta defendida pela PSOL na ADPF 442, em tramitação no STF, Boulos foi taxativa ao dizer que em seu governo a interrupção da gravidez indesejada não será tema do código penal, mas sim de saúde público, repetindo o direito e a vida das mulheres. Confira a sua resposta!

Outro momento de destaque da participação do candidato do PSOL no debate na Band, foi quando ele disse que ali estavam representantes do mesmo projeto, com variações muito pequenas entre si. Irônico, Boulos disse que eram “50 tons de Temer”.

Em relação às políticas do ajuste fiscal de Michel Temer, Guilherme Boulos ressaltou que uma das primeiras medidas será revogar tanto a PEC do Teto de Gastos (PEC 241 e PEC 55) quanto a reforma trabalhista.

Ao longo das mais de três horas de debate, Guilherme Boulos foi o que mais confrontou o candidato da extrema direita, Jair Bolsonaro. “Bolsonaro, todo mundo sabe que você é racista, machista homofóbico, mas tem coisa que muita gente não sabe: você em 27 anos como deputado como deputado ficou 10 anos no partido do Paulo Maluf, tem mordomias, fez da política um negócio em família”.

E ainda ressaltou que em tantos anos como político, Bolsonaro conseguiu ter mais imóveis comprados com seus privilégios do que projetos aprovados na Câmara.

E não faltaram também críticas ao candidatos do mercado Geraldo Alckmin e Henrique Meirelles.

Nas considerações finais, Guilherme Boulos emocionou quem estava na plateia e assistindo ao debate de casa, ao fazer referência a Paulo Freire, Zumbi dos Palmares e Marielle Franco.

Sobre o autor

Equipe da Secretaria de Comunicação Nacional

Assuntos Relacionados