Reunião entre partidos de oposição define unidade contra a reforma da Previdência

Reunião entre partidos de oposição define unidade contra a reforma da Previdência
Crédito da foto:Mídia Ninja

Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (07), na sede do PDT, em Brasília, dirigentes de partidos de oposição (PSOL, PT, PCdoB, PDT e PSB) debateram a conjuntura política do país e a unidade, no Parlamento, para derrotar a reforma da Previdência, prevista para ser votada, na Câmara, ainda em fevereiro. O PSOL esclarece que, diferentemente do que afirmaram alguns jornais, os debates do encontro não giraram em torno de uma aliança entre os partidos para as eleições presidenciais deste ano e nem de uma frente em defesa do ex-presidente Lula.

O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, explica que os partidos se comprometeram a atuar num esforço conjunto para garantir a unidade em defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores. O objetivo, conforme definido no encontro, é derrotar a agenda de retrocessos defendida pelo presidente Michel Temer e demais pautas conservadoras.

Medeiros reafirma, ainda, que o partido terá candidatura própria na disputa pela Presidência da República, cujo nome será definido em conferência eleitoral no dia 10 de março. “O PSOL terá candidato próprio e, portanto, não apresentamos, na reunião, nenhuma perspectiva de aliança eleitoral com os partidos presentes. O que discutimos foi a nossa unidade para barrar a reforma da Previdência e outros projetos que ameaçam direitos da população brasileira”.

Além do presidente nacional do partido, também participou, pelo PSOL, o líder da bancada na Câmara, deputado Ivan Valente (SP).

Sobre o autor

Equipe da Secretaria de Comunicação Nacional

Assuntos Relacionados