Pezão não tem dinheiro para pagar servidores, mas tem para contratar empresa de táxi aéreo por R$ 2,5 milhões

Pezão não tem dinheiro para pagar servidores, mas tem para contratar empresa de táxi aéreo por R$ 2,5 milhões
Crédito da foto: Ascom/Governo do RJ

Matéria divulgada nesta sexta-feira (11/08) no jornal O Globo deixa qualquer um estarrecido quando é o assunto é a crise do Estado do Rio de Janeiro. Sem pagar os servidores estaduais há três meses, o governo do estado, comandado pelo PMDB, publicou nesta quinta-feira um edital para a contratação de serviços de jatinho (táxi aéreo) estimada em R$ 2,518 milhões. O objetivo, segundo a reportagem, é servir o governador Luiz Fernando Pezão em suas viagens pelo país.

O termo de referência informa que o beneficiário será o “chefe do Poder Executivo do Estado”, portanto, o governador. As propostas de empresas serão aceitas a partir desta sexta-feira, até o dia 23 de agosto.

Para o deputado estadual do PSOL Marcelo Freixo, essa medida é uma “piada de mau gosto”. Em vez de pagar os servidores que estão há meses com salários atrasados e sem receber o 13º, o que o governador resolve fazer? Contratar serviço de jatinhos por R$ 2,5 milhões. Estas são as prioridades do PMDB”, criticou Freixo.

Levantamento feito pelo jornal mostra que uma passagem para Brasília em voo de carreira, adquirida no mesmo dia da viagem — o que, em geral, encarece o bilhete aéreo —, saía nesta quinta-feira por valores entre R$ 2 mil e R$ 2,3 mil (ida e volta). Considerando a mais alta, já com taxas e encargos, seria possível, portanto, pagar cerca de 1.094 passagens de ida e volta por ano com o serviço pretendido no edital — o equivalente a 91 viagens por mês ao longo de um ano.

 

Sobre o autor

Equipe da Secretaria de Comunicação Nacional