Absurdo: vereador do PSB agride Isa Penna, do PSOL, na Câmara de São Paulo

Absurdo: vereador do PSB agride Isa Penna, do PSOL, na Câmara de São Paulo
Crédito da foto: Divulgação

Um verdadeiro absurdo aconteceu na noite dessa quinta-feira (16/03) na Câmara Municipal de São Paulo. Isa Penna, vereadora por um mês na capital paulista pelo PSOL, foi agredida verbal e fisicamente por Camilo Cristófaro (PSB) no elevador do prédio.

No momento da agressão, Isa estava a caminho de audiência para debater exatamente o combate à violência contra as mulheres, que sofrem diariamente com os mais diversos tipos de agressão. Isa Penna, que é suplente de Toninho Vespoli, também do PSOL, assumiu a cadeira neste mês de março exatamente para fortalecer a pauta das mulheres – a bancada do partido na capital paulista, até o fim do mês, é composta apenas por mulheres, juntamente com Sâmia Bomfim.

A vereadora vai ainda nesta sexta-feira (17) fazer o boletim de ocorrência na Polícia Militar e, depois, entrar com processo na Corregedoria da Câmara pedindo a cassação do mandato do agressor Camilo Cristófaro. No momento, a dificuldade está em obter os vídeos da câmera de segurança que comprovam a agressão.

Para Isa Penna, o ato do vereador, além de machista, foi certamente como forma de responder e tentar calar uma das poucas vozes destoantes da Câmara. Um dia antes, no 15 de março que se tornou uma greve geral contra a reforma da Previdência, a vereadora do PSOL fez sua fala no plenário criticando o governo Temer e a postura dos vereadores de São Paulo.

Relato

Isa Penna conta que a agressão começou como uma conversa aparentemente normal. Leia o relato da vereadora:

“Nesta quinta-feira (16/3), por volta das 20h, encontrei no elevador privativo dos parlamentares o vereador Camilo Cristófaro (PSB) e o cumprimentei: ‘Tudo bem?’ Ao que ele respondeu: ‘Não, não está nada bem! Com essa boca que você tem, não se assuste se tomar uns tapas lá fora!’ Não bastando isso, me empurrou e me chamou de ‘vagabunda’, numa agressão gravada pelas câmeras de segurança do 1º subsolo da Câmara Municipal.

Assista ao vídeo de denúncia gravado pouco tempo após o ocorrido:

O vereador Toninho Vespoli se solidarizou com Isa Penna e afirmou: “o que ela sofreu aqui é o que as mulheres sofrem cotidianamente neste país”. Assista:

Juninho, presidente estadual do PSOL SP, também acompanha o caso e prestou seu apoio a Isa Penna. Assista:

Sobre o autor

Equipe da Secretaria de Comunicação Nacional