Nota do PSOL sobre a Operação Aletheia

Nota do PSOL sobre a Operação Aletheia

Foi deflagrada na manhã de hoje nova fase da Operação Lava Jato. A “Aletheia” teve como alvo o ex-presidente Lula, familiares, colaboradores diretos, seu instituto e empresas com ele relacionadas.

O PSOL denuncia os esquemas de corrupção desde sua origem, como nos casos do Mensalão, das propinas de Cunha e vários escândalos que passam governos do PSDB (como em SP, MG), PMDB (RJ), DEM, PSB e outros, bem como vem atuando a favor das investigações na CPI da Petrobras da Câmara dos Deputados. O PSOL se orgulha de não ter nenhum representante sendo investigado.

O PSOL considera que todas as denúncias relativas à corrupção na Petrobras devem ser apuradas e que ninguém está acima da lei. Exigimos que a operação não proteja ninguém – como fazem com os tucanos -, nem direcionem as investigações apenas para um lado.

A seletividade de divulgação tem protegido partidos tradicionais, como o PSDB e o PMDB de Cunha, e a pirotecnia dos operativos policiais é destinada a turbinar o ato pró-impeachment do dia 13 de março.

Contudo, não podemos deixar de reconhecer que a condução coercitiva do ex-presidente Lula para depor e a prisão de pessoas próximas a ele não são fatos corriqueiros. Mesmo que os acontecimentos estejam sendo superdimensionados para favorecer a manifestação conservadora de 13 de março, devemos reconhecer o simbolismo do fato: representa um momento de declínio acelerado do PT e de seus governos.

A reprodução pelo PT da mesma política do PSDB está na origem desta crise. Tanto no escândalo de corrupção, tanto na condução econômica da crise, especialmente agora que o governo Dilma aprofunda o ajuste, a recessão e ataca direitos dos trabalhadores (as), do povo pobre e dos setores oprimidos.

A corrupção não começou com o PT: ele se apossou da expertise dos partidos conservadores, especialmente do PSDB e PMDB, reafirmando o declínio de seu projeto e tendo potencial desmoralizante para toda a esquerda. A possível delação premiada do senador Delcidio é sintomática dos elos que unem os governos tucanos e petistas.

A opção do PSOL é construir uma alternativa de esquerda à crise econômica e política. Este será o melhor caminho para construir outro projeto de país.

Executiva Nacional do PSOL, 4 de março de 2016.

Sobre o autor

Foto de perfil de PSOL Nacional

Equipe da Secretaria de Comunicação Nacional